Chamada para Submissão de Oficinas e Mini-cursos

A Rede de Pesquisadores em Gestão Social (RGS) convida pesquisadores, professores, estudantes, gestores e demais interessados para submeterem propostas de mini-cursos e oficinas para o X Encontro Nacional de Pesquisadores em Gestão Social – ENAPEGS 2018 (ver http://enapegs2018.ufca.edu.br), ocasião que a RGS celebrará 11 anos de atuação. O tema geral do encontro será Diálogo como Resistência: Gestão Social, Crises e Futuro das Democracias. O evento ocorrerá entre 20 e 24 de maio de 2018, em Juazeiro do Norte/Ceará – Brasil, marcando a volta à cidade de origem do primeiro encontro, em 2007. A chamada para submissão de oficinas e mini-cursos para a Escola Livre em Gestão Social está disponível aqui.

A gestão social coloca-se como uma área de conhecimento multi e interdisciplinar cuja origem remonta às críticas à gestão estratégica como monológica e tecno-burocrática, nas relações capital-trabalho e Estado–sociedade (COELHO, 2015; TENÓRIO, 1998). Nessa perspectiva, o primeiro ENAPEGS, em 2007, abarcou trabalhos sobre gestão participativa, gestão pública, inovação social, além de uma amplitude de estudos envolvendo formas contra-hegemônicas de produção, tais como economia solidária. 

Crescendo rapidamente como comunidade epistêmica, a gestão social foi se desenvolvendo como  uma noção catalisadora, englobando estudos em administração pública e políticas públicas, orientados por críticas à adoção de modelos gerencialistas no Estado, além de estudos sobre formas de mobilização e cidadania deliberativa de diversas formas, abordagens teóricas e metodológicas. Com o tempo, estudos sobre o desenvolvimento territorial também passaram a contribuir com o campo da gestão social, assim como alguns estudos sobre organizações privadas em experiências de responsabilidade socioambiental e de negócios sociais ou oriundas de contratos de parcerias de gestão público-privada, particularmente quando relacionados aos desafios para a sustentabilidade social, econômica, cultura e ambiental de comunidades. A cada encontro nacional, o campo se consolidava e se expandia algumas de suas fronteiras.

Para o ENAPEGS 2018, a escolha do tema “Diálogo como Resistência: Gestão Social, Crises e Futuro das Democracias” evoca o cenário atual de fragilização dos pilares da democracia e,  sobretudo, a análise crítica acerca deste fenômeno que estamos vivenciando. Aliado a esta mesma conjuntura de comprometimento das bases da democracia, observa-se uma redução da opção pelo diálogo, pela necessária possibilidade de exposição do contraditório e da afirmação de arenas de participação para diversas manifestações. Outrossim, este tema é já uma ação de atenção aos contornos do Estado de direito, tão ameaçado em suas instituições, fazendo-nos refletir sobre o momento social e político do Brasil e do Mundo. Para “revertermos as expectativas que, neste momento, parecem caminhar em direção à intolerância, ao radicalismo, à violência e à negação aos direitos de proteção social se torna urgente fortalecermos práticas democráticas e nos engajarmos nos diversos segmentos da sociedade na luta pela valorização da cidadania”. Isso é o que nós, que compomos a Rede de Pesquisadores em Gestão Social, pretendemos praticar e refletir em Juazeiro do Norte/CE, entre 20 e 24 de maio de 2018, no X ENAPEGS.

E dentre as atividades previstas para este ENAPEGS 2018, uma delas se destaca pela sua natureza extensionista. Trata-se de um conjunto de Oficinas e Mini-cursos em e sobre gestão social, que será oferecido no âmbito da Escola Livre em Gestão Social, aberto aos participantes formais do Evento, mas também ao público mais geral, e organizado segundo esta Chamada, cujos principais pontos estão descritos abaixo. Antes de prosseguirmos, é importante ressaltar que esta Chamada altera a concepção de submissão de propostas e de realização de oficinas e mini-cursos que vinha acontecendo desde 2009 nestes Encontros Nacionais.